Marta Gil

Marta Gil reage ao aumento de vítimas mortais de violência doméstica: "Já morreram 13 mulheres"

08 Junho 2022
Deslize para ler mais
08 Junho 2022

As recentes notícias dão conta de um aumento exponencial de vítimas mortais por violência doméstica. Este ano já morreram 13 mulheres. Marta Gil reagiu às recentes notícias com uma mensagem impactante nas redes sociais.

O número de vítimas mortais por violência doméstica tem aumentado exponencialmente, o ano ainda vai a meio e já morreram 13 mulheres vítimas de violência doméstica em Portugal. No ano passado Portugal contabilizou 16 vítimas mortais por violência doméstica.

Marta Gil recorreu às redes sociais esta segunda-feira, 8 de junho, com uma mensagem impactante sobre a violência doméstica e os recentes números de vítimas mortais.

“As notícias sobre o aumento do número de vitimas mortais de violência doméstica são preocupantes. Já morreram 13 mulheres em Portugal este ano e ainda estamos em Junho. Eu sei que as redes sociais estão inundadas de felicidade e coisas bonitas mas tem de servir para mais do que isso. Os números são graves e sei que um post não ajuda em nada mas se ajudar para alertar já vale a pena.” começou por dizer Marta Gil.

“Sei que muitas vezes o medo impede muitas mulheres de falar, o medo, a vergonha, o não saber se acreditarão nelas. O caminho de falar pode ser muito duro mas pode evitar consequências fatais. Fala… fala por ti… fala pelo teu futuro! Mas fala, evita o pior, se és simplesmente uma amiga ou amigo que desconfia de algo, fala também, isto tem de acabar e só se usarmos a nossa voz é que podemos contribuir para o fim.” apelou Marta Gil.

“Não se morre no amor, morre-se em contexto de violência doméstica! Sinto uma grande impotência em relação a este tema…isto é grave e está a acontecer aqui, ao nosso lado! Contacto da @apav_online Chamada gratuita 116 006 das 08h às 22h. Esta fotografia é de um filme onde fiz uma personagem vítima de violência domestica, aqui é ficção mas esta imagem representa a realidade de muitas mulheres🤍” rematou Marta Gil.

Ora veja:

Artigo seguinte